HIGIENE BUCAL BÁSICA

CONHEÇA NOSSAS ESPECIALIDADES

A OralClin é uma das Clínicas Odontológicas mais tradicionais da cidade de Curitiba. Oferece diversas especialidades da Odontologia, em um ambiente climatizado, com modernos equipamentos e tecnologia de ponta. Nossos profissionais são capacitados e comprometidos com o bem estar de sua saúde bucal.

Se você busca uma clínica de alta qualidade com um preço adequado a suas necessidades, venha para a OralClin.

 

Ligue (41) 3345-3111 e agende o seu horário.

 

COMPREENSÃO

 

Após a refeição, as pequenas partículas de comida deixadas em sua boca se quebram na forma de carboidratos e açúcares, que, por sua vez, são consumidos pelas bactérias na cárie, gerando ácidos. Esses ácidos dissolvem minerais do esmalte do dente, um processo chamado desmineralização. Sendo assim, eles podem tornar os dentes mais frágeis, resultando em cárie. É neste ponto que o flúor entra em ação. Quando ele atinge seu dente, é absorvido pelo esmalte, ajudando a fortalece-lo, restaurando o cálcio e o fósforo perdido, para manter seu dente resistente. Esse processo é chamado remineralização. Quando o flúor está presente durante a remineralização, os minerais depositados no esmalte do dente auxiliam a fortalecê-lo e evitar a dissolução durante a próxima fase de desmineralização. Assim, o flúor auxilia a interromper e prevenir o processo de formação de cárie.

 

 

AMEAÇAS À SAÚDE BUCAL

 

Por incrível que pareça, sua saúde geral — e os hábitos de seu estilo de vida — podem impactar a sua saúde dental. Caso em questão: a obesidade pode aumentar o risco de doenças periodontais.

 

E você sabia que fumar produtos com tabaco pode fazer com que doenças periodontais piorem ainda mais rápido? Estudos revelaram que fumantes são de três a seis vezes mais propensos a sofrer com doenças periodontais avançadas que não fumantes. Além disso, fumantes frequentes ou ex-fumantes que costumavam fumar muito são cinco vezes mais propensos a apresentar perda grave de osso que não fumantes.

 

Além de aumentar as chances de desenvolver uma doença gengival, fumar também torna o tratamento muito mais demorado e complicado, e até pode fazer com que ele não funcione, pois fumar dificulta a recuperação da boca.

 

Algumas coisas que pensamos ser “legais” também podem representar um risco para a saúde, como piercings bucais. Infecções bucais são comuns, mas elas também podem contribuir para dentes quebrados ou lascados. Piercings na boca também podem causar uma retração da gengiva que pode levar os dentes a amolecerem e caírem.

 

Pode parecer óbvio, mas o açúcar é a principal ameaça para a saúde dos dentes. O açúcar dos alimentos que comemos promove o desenvolvimento de placas em nossos dentes. A placa (biofilme dental) metaboliza os carboidratos e causa um acúmulo de ácido, que desmineraliza o esmalte do dente e pode causar cárie. Sem tratamento, a cárie pode penetrar fundo no dente e causar dor ou, em casos mais graves, a perda do dente.

 

 

ANATOMIA DA BOCA E DOS DENTES

 

Embora a boca seja uma pequena parte de nossa anatomia geral, ela está repleta de peças e elementos que atuam em conjunto para ajudá-lo a comer, beber, falar e manter um sorriso radiante. Confira a seguir uma visão geral da boca:

 

Incisivos

Os dentes frontais afiados, em forma de cinzel (quatro superiores, quatro inferiores) são utilizados para cortar alimentos.

 

Caninos

Por vezes chamados presas, esses dentes possuem a forma pontuda e são utilizados para rasgar e segurar alimentos.

 

Pré-molares

Esses dentes possuem duas cúspides pontudas em sua superfície de mordida. Os pré-molares servem para esmagar e rasgar alimentos.

 

Molares

Utilizados para moer e mastigar alimentos, esses dentes possuem várias cúspides na superfície de mordida para auxiliar nesse processo.

 

Coroa

Essa é a parte superior do dente e a única parte que você consegue ver normalmente. A forma da coroa determina a função do dente. Por exemplo, os dentes frontais são afiados e com forma de cinzel para cortar, enquanto molares possuem superfícies planas para moer e mastigar.

 

Gengiva

É o tecido mole que reveste os dentes. Sem escovação e uso apropriado do fio dental, a placa (biofilme dental) pode se acumular na gengiva, causando gengivite e doença periodontal.

 

Raiz

Equivale a dois terços do dente e está envolvida por osso, servindo de âncora para manter o dente no lugar.

 

Esmalte

O esmalte é a parte externa e mais resistente do dente, que possui o tecido mais mineralizado do corpo. Pode ser danificado por cárie caso o dente não seja tratado apropriadamente.

 

Dentina

A camada do dente abaixo do esmalte. Se a cárie atravessar o esmalte, ela, em seguida, atacará a dentina, onde milhões de microtubos ligam-se diretamente à polpa do dente.

 

Polpa

O tecido mole encontrado no interior de todos os dentes, onde a polpa dental e os vasos sanguíneos se localizam. Caso a cárie atinja a polpa, você sentirá dor e um procedimento de canal pode ser necessário.

 

 

ESCOVAÇÃO E FIO DENTAL

 

Mesmo que você tenha escovado seus dentes e passado o fio dental por anos e anos, muitos se surpreendem ao saber que não estão fazendo isso de forma apropriada. Você sabia que uma escovação apropriada leva pelo menos dois minutos? A maioria dos adultos não chega nem perto de escovar os dentes por todo esse tempo.

 

  • Esses quatro passos são as formas mais fáceis e melhores de ajudá-lo a lembrar como cuidar de sua boca, de seus dentes e gengiva
  • Escove pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, por ao menos dois minutos, principalmente ao acordar e antes de dormir.
  • Fio dental todos os dias – normalmente na hora de dormir.
  • Reduza o consumo de lanches por dia.
  • Vá ao dentista a cada seis meses para um exame bucal e uma limpeza profissional.

 

 

FLÚOR

 

O que é Flúor?

O flúor é um mineral natural encontrado em toda a crosta terrestre e largamente distribuído pela natureza. Alguns alimentos contêm flúor, assim como a água fornecida por algumas empresas de serviço público.

 

O flúor é geralmente adicionado à água potável para ajudar a reduzir a incidência de cáries nos dentes. Na década de 30, pesquisadores encontraram pessoas que cresceram bebendo água naturalmente fluoretadas. Desde então, os estudos têm mostrado repetidamente que quando o flúor é adicionado ao suprimento de água da comunidade, a incidência de cárie diminui. A Associação Brasileira de Odontologia, a Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde, dentre muitas outras organizações têm endossado o uso de flúor nos suprimentos de água, devido ao seu efeito preventivo contra a cárie.

 

Como o flúor atua?

O flúor ajuda a prevenir as cáries de duas maneiras distintas:

 

  • O flúor se concentra nos ossos em crescimento e nos dentes em desenvolvimento das crianças, ajudando a endurecer o esmalte dos dentes de leite e permanentes que ainda não nasceram.
  • O flúor ajuda a endurecer o esmalte dos dentes permanentes que já se formaram.

 

O flúor trabalha durante os processos de desmineralização e remineralização que ocorrem naturalmente em sua boca.

 

  • Sua saliva contém ácidos que causam a desmineralização nos dentes. Estes ácidos são liberados após a alimentação.

  • Em outros momentos - quando sua saliva está menos ácida - ocorre justamente o oposto, a reposição do cálcio e do fósforo que mantém seus dentes resistentes. Este processo é chamado de remineralização. Quando o flúor está presente durante a remineralização, os minerais depositados são mais duros do que seriam sem o flúor, ajudando a fortalecer seus dentes e a prevenir a dissolução durante a próxima fase de desmineralização.

 

Como saber se estou recebendo quantidade suficiente de flúor?

 

Se a água que você bebe contiver flúor, então somente a escovação regular utilizando um creme dental com flúor será suficiente para adultos e crianças com dentes saudáveis, com um baixo risco de cáries.

 

Se a água que você consome vier de uma rede pública de abastecimento, você poderá saber se ela contém flúor ligando para a empresa de água local. Se a sua água vier de um poço particular, você poderá analisá-la em um laboratório de teste ambiental independente e que ofereça este tipo de serviço.

 

 

NUTRIÇÃO E SAÚDE BUCAL

 

Nutrição apropriada significa manter uma dieta bem balanceada para que seu corpo possa obter os nutrientes necessários para uma boa saúde e bem-estar. Se sua dieta é pobre em relação aos nutrientes de que seu corpo necessita, sua boca dificilmente resistirá a uma infecção. Isso pode contribuir para doenças periodontais, uma das causas principais da perda de dentes em adultos. Embora uma má nutrição não cause doenças periodontais diretamente, muitos pesquisadores acreditam que a doença avança com maior rapidez e pode ser mais grave em pessoas com dietas carentes de nutrientes.

 

Se você estiver cuidando de crianças, uma dieta balanceada junto de bons hábitos de higiene bucal lhes ajudará a crescer mais fortes, com dentes resistentes à cárie. Preste atenção especial ao cálcio, ao fósforo e aos níveis apropriados de flúor.

 

Os padrões e escolhas alimentares de crianças e adolescentes são fatores importantes que determinam quando eles começarão a desenvolver cárie. Quando bactérias entram em contato com alimentos na boca, é produzido um ácido que ataca os dentes. Isso pode levar a cárie dentária caso a higiene bucal não seja realizada com frequência adequada.

 

 

PRODUTOS DENTÁRIOS

 

Escovas de dente

Com tantas formas, tamanhos e estilos de escova de dente disponíveis no mercado, pode ser difícil decidir qual comprar.

 

Veja a seguir o que você deve procurar:

 

A maioria dos dentistas concorda que escovas com cerdas macias são as melhores para a remoção da placa (biofilme dental) e de resíduos de alimentos de seus dentes sem causar lesões significativas em sua gengiva. Escovas de dente com cabeças pequenas e cerdas macias também são as preferidas, porque podem alcançar melhor todas as áreas da boca, incluindo os dentes de trás, que são difíceis de alcançar.

 

Escolha a forma e tamanho que seja mais confortável para você. A melhor escova de dente é aquela que se encaixa em sua boca e que lhe permite alcançar todos os dentes com facilidade.

 

Substitua sua escova de dente quando ela começar a apresentar desgaste ou a cada três meses, o que ocorrer primeiro.

 

O tipo de escova de dente que seu filho usa é importante. O tipo errado pode danificar a gengiva. Todas as crianças devem usar escovas de dente com cerdas de nylon macias e que consigam alcançar todos os dentes da boca.

 

Escovas elétricas podem remover mais placa que escovas de dente convencionais, mas isso não significa que você deva sair correndo para comprar uma. Elas são indicadas especialmente para pacientes com debilidades motoras.

 

Cremes dentais

É importante utilizar cremes dentais que contenham flúor, que ajuda a fortalecer o esmalte dos seus dentes. Caso você seja alérgico a flúor — ou possua outra condição médica — converse com seu dentista ou médico para decidir qual creme dental se adequa melhor a você.

 

Ao comprar um creme dental para seu filho, procure por um que possua flúor e sabor agradável. Ao decidir qual creme dental comprar para você mesmo ou para outro adulto, procure os benefícios. Por exemplo, caso você queira branquear os dentes, um creme com branqueador pode ser uma boa opção; ou, se você possui dentes sensíveis, um creme dental formulado para dentes sensíveis pode ser uma boa ideia.

 

Enxaguantes bucais

Enxaguantes bucais com flúor fortalecem os dentes e previnem contra a cárie, além de refrescar o hálito.

 

Fio dental

O fio dental é essencial para gengiva saudável, e está disponível em diferentes tamanhos, texturas, sabores e formas. Caso você tenha dificuldade para usar o fio dental, você pode comprar um passa-fio. Alguns suportes para fio dental vêm em cores brilhantes e são feitos para chamar a atenção de crianças.

 

Posicione o fio dental em torno de seu dedo indicador e de seu dedo médio, faça um movimento em forma de C em torno dos dentes e use movimentos de puxar e empurrar para cima e para baixo para remover a placa (biofilme dental) na margem da gengiva, abaixo dela e entre os dentes.

 

Crianças devem passar o fio dental uma vez por dia com a ajuda de seus pais. Para não se esquecer, muitas pessoas passam o fio dental antes de dormir, mas também pode ser feito no horário de preferência.

 

Irrigadores bucais

Irrigadores bucais podem remover alimentos presos entre os dentes. A maioria das crianças provavelmente não precisa utilizá-los. No entanto, crianças ou adolescentes com aparelhos ortodônticos podem considerar esse equipamento útil para a remoção de resíduos de comida e de placa (biofilme dental) dos dentes e da margem gengival. Esses dispositivos proporcionaram reduções em sangramentos, na gengivite (inflamação da gengiva) e no acúmulo de placa.

 

 

CONSULTAS AO DENTISTA

 

Cuidar de seus dentes envolve muito mais que escová-los e passar o fio dental. Para um cuidado completo, é importante consultar um dentista a cada seis meses para uma consulta de rotina e limpeza profissional.

 

O primeiro passo nesse processo é encontrar um dentista com o qual você se sinta confortável, e então agendar uma consulta. A maioria das visitas ao consultório odontológico são check-ups. Consultas regulares (idealmente a cada seis meses) e limpezas profissionais ajudarão a manter seus dentes e gengiva mais limpos e resistentes, além de prevenir problemas que surgem com o envelhecimento.

 

Em sua primeira visita, o dentista obterá um histórico médico completo. Nas visitas seguintes, caso seu estado de saúde tenha se alterado, informe ao dentista. Veja a seguir o que você pode esperar na maioria das consultas ao dentista. Dependendo de seu histórico de saúde bucal, sua experiência pode ser distinta.

 

Uma limpeza completa

Uma consulta quase sempre inclui uma limpeza dentária completa com um dentista. Utilizando instrumentos especiais, o dentista raspa ao longo da margem da gengiva e abaixo dela, removendo a placa (biofilme dental) acumulada e o tártaro (cálculos dentais), que pode causar doença gengival, cárie, mau hálito e outros problemas. O dentista irá polir seus dentes e passar o fio dental neles durante a consulta e lhe instruirá a respeito de técnicas de cuidado bucal e produtos a serem utilizados em casa para uma melhor saúde bucal.

 

Um exame dentário completo

O dentista realizará um exame completo de seus dentes, gengiva e boca, procurando por sinais de doenças e de outros problemas. O objetivo é ajudar a manter uma boa saúde bucal e evitar que problemas se tornem sérios, identificando-os e tratando-os o mais rápido possível.

 

Radiografias

Dependendo de sua idade, riscos de saúde bucal e sintomas, o dentista pode recomendar tirar radiografias. Eles podem diagnosticar problemas que passariam despercebidos, como danos ao osso da mandíbula, dentes inclusos, abscessos, cistos ou tumores, e cárie entre os dentes. Se você estiver grávida, informe o dentista, uma vez que, nesses casos, as radiografias devem ser tiradas apenas em algumas situações.

OS ESTÁGIOS DA VIDA E A SAÚDE BUCAL

A limpeza dos dentes não pode ser negligenciada nunca. Afinal, as bactérias que causam danos à saúde bucal estão sempre presentes esperando apenas um deslize para criar problemas em nossos dentes. E não há exceção!

 

Um único dia sem escovar os dentes já causa a adesão desses agentes nocivos sobre a superfície do dente que não poderão mais ser retirados com a escova ou fio dental.

 

Reduza o consumo de alimentos açucarados ou com muito amido, especialmente nos lanches. Quanto mais você belisca entre as refeições, maiores são as chances que as bactérias têm de criar ácidos que atacam o esmalte de seu dente.

 

Vá ao dentista regularmente para limpezas profissionais e consultas de rotina.

  • SAÚDE BUCAL DOS BEBÊS

    Embora a maioria dos bebês não tenha dentes antes dos seis meses de idade, os cuidados bucais na infância são importantes desde cedo. Vários dentistas recomendam uma visita inicial antes do primeiro aniversário da criança, para se certificar de que os dentes e a gengiva estejam bem cuidados e higienizados da forma adequada. É recomendável ter o hábito de higienizar a gengiva de seu bebê logo após o nascimento. Embora possa haver um pouco de agitação no início, seu bebê se acostumará a ter a boca higienizada. Muitas crianças acabam até gostando.

  • SAÚDE BUCAL DOS ADOLESCENTES

    Aparelhos ortodônticos, terceiros molares e má respiração são apenas algumas das novidades que os adolescentes têm de experimentar quando passam pela transição da infância à vida adulta. Uma vez que eles estão ocupados com a escola, trabalhos, esportes e atividades sociais, — além de comer muitas besteiras — você tem de lidar com prováveis problemas dentários, como a cárie.

     

    A melhor maneira de cultivar um sorriso bonito e dentes saudáveis é continuar com os bons hábitos bucais iniciados desde a infância.

  • SAÚDE BUCAL DAS CRIANÇAS

    Cuide bem dos dentes de leite de seu filho. Apesar de caírem logo, eles desempenham um papel importante, ajudando seu filho a morder e mastigar alimentos e a desenvolver a fala corretamente. Dentes de leite também guardam o espaço para dentes permanentes e auxiliam a guiá-los ao lugar correto.

     

    Mesmo antes de seu filho ter seu primeiro dente, você deve limpar a gengiva dele com um massageador de gengiva, com uma gaze limpa umedecida ou com um pano umido. Assim que os dentes de seu filho nascerem, escove-os três vezes ao dia, utilizando uma escova de dente com cerdas macias e água.

     

  • SAÚDE BUCAL DOS ADULTOS

    A chave para manter um sorriso brilhante e saudável ao longo da maturidade é ter uma higiene bucal apropriada. Adultos podem ter cárie e doenças gengivais que podem levar a sérios problemas. Ao longo de sua vida adulta escovar os dentes três vezes ao dia usando um creme dental com flúor para remover a placa bacteriana – a película pegajosa sobre seus dentes que é a principal causa de da inflamação da gengiva, chamada gengivite.

     

    Passar o fio dental diariamente para remover a placa entre os seus dentes e sob a margem gengival, antes que se mineralize na forma de tártaro (cálculos dentais). Uma vez formado, o tártaro (cálculos dentais) apenas um dentista conseguirá remover durante por uma limpeza profissional (raspagem).

     

  • SAÚDE BUCAL DURANTE A GRAVIDEZ

    Mulheres grávidas com gengiva inflamada apresentam uma tendência maior a dar à luz a um bebê prematuro e muito pequeno. Embora sejam necessárias mais pesquisas, parece que doenças gengivais desencadeiam níveis elevados de repercussões sistêmicas que podem induzir o parto prematuro. Pesquisas também sugerem que a intensificação da inflamação da gengiva durante a gravidez aumenta o risco de um parto prematuro.

     

    Mulheres planejando uma gravidez devem visitar o dentista para um check-up e para tratar qualquer problema de saúde bucal antes de engravidar.

     

    Durante a gravidez, os dentes e gengiva precisam de atenção especial. Escovação regular três vezes ao dia, passar o fio dental, alimentar-se de maneira saudável e balanceada e ir ao dentista com regularidade ajuda a reduzir problemas dentários que surgem com a gravidez

  • SAÚDE BUCAL ACIMA DOS 55 ANOS

    Conforme envelhecemos, alguns cuidados com a saúde merecem toda nossa atenção, em especial nossa saúde bucal. Como nossos dentes permanentes estão presentes por toda a nossa vida desde nossa infância, é essencial cuidar deles muito bem.

     

    De acordo com o IBGE, cerca de 11% da população brasileira não tem nenhum dente na boca, e a doença periodontal é uma das grandes responsáveis. Vale lembrar que à medida que envelhecemos, estamos mais susceptíveis às doenças periodontais, que além de trazer prejuízos para a boca, podem trazer prejuízos para a saúde geral das pessoas, como doenças cardíacas e diabetes.

     

    Pacientes com mal de Alzheimer podem se esquecer de como escovar os dentes ou por que isso é importante, por isso, seus cuidadores devem ter paciência e auxiliá-los a cuidar de seus dentes.

     

    Osteoporose é um problema médico comum, que faz com que os ossos se tornem menos densos e mais propensos à fraturas. Mulheres que já passaram pela menopausa correm um risco maior de desenvolver a doença. Quando a densidade dos ossos na boca se reduz, os dentes podem amolecer.

     

41 3345-3111

contato@oralclin.com.br

 

Rua Francisco Frischmann, 2529  - Portão - Curitiba - PR  -  Fone: 41-3345-3111

Horários de Atendimento
de segunda a sexta das 08h00 às 18h00 ou com horário marcado para atendimentos noturnos

oralclin@oralclin.com.br

41 3345-3111

contato@oralclin.com.br

S